Pilates na Gestação

exercicio-na-gravidez-300x196

O método Pilates, criado pelo alemão Joseph Hubertus Pilates (1880-1967) é um sistema alternativo de movimento que ensina os seres humanos a conhecerem e respeitarem os seus corpos. Trata-se de um método inovador de treinamento físico e mental que pode ser usado tanto para condicionamento quanto prevenção e reabilitação. O método tem proposta reabilitadora aliando a prática física ao relaxamento mental, ensinando as gestantes a conhecerem melhor o seu corpo e a se sentirem preparadas e confiantes em si mesmas. A praticante reorganiza o seu centro de força, como o abdome, quadril e lombar, através de uma prática variada com poucas repetições, concentração, precisão de movimentos e fluidez melhorando a postura e minimizando as compensações típicas desse período gestacional; previne e/ou ameniza as dores na coluna vertebral; alonga e relaxa os músculos; fortalece a musculatura perineal preparando para o parto e pós-parto; estimula a circulação; desenvolve a consciência corporal; melhora a respiração; aumenta a sensação de bem estar, além de, otimizar a auto estima. Percebe-se que o método acaba apontando a consciência corporal e o domínio cinestésico durante o movimento como definições do seu trabalho. Tudo isso é adquirido pela educação apropriada de idéias de tensão e relaxamento, que corrigiriam os maus hábitos assegurando assim, uma melhor saúde. São através desses princípios de consciência corporal, domínio cinestésico e proprioceptivo durante o movimento e repouso que o método é utilizado atualmente nas diversas área da reabilitação.

De acordo com estudos, o método Pilates é eficaz na redução do quadro álgico lombar apresentado durante a gestação e a prática de atividade física regular, moderada, controlada e orientada pode produzir efeitos benéficos sobre a saúde da gestante e do feto, já que outros estudos também comprovaram que gestantes que se exercitaram durante todos os três trimestres da gestação, tenderam a ter bebês com peso maior do que aquelas que eram sedentárias. A atividade física durante a gestação pode também diminuir as dores do parto, contribuindo para que as gestantes fisicamente ativas tolerem melhor o trabalho de parto, principalmente os mais prolongados, do que aquelas não treinadas ou do que aquelas que se exercitavam apenas esporadicamente.

Confira nosso post com alguns exercícios de mat pilates (pilates de solo) para gestantes: CLIQUE AQUI

E aí, vamos pro Pilates??

Fonte:

BITTAR, A. J. Edurece: pela inteligência do corpo que dança. Dissertação (pós-graduação
em Dança). Salvador, Bahia, 2003.

http://www.fmb.edu.br/revista/edicoes/vol_3_num_1/METODO_PILATES_DIMINUICAO_DOR_LOBAR_GESTANTES.pdf

http://physiopilates.com/common/pdf/artigo-cientifico-sobre-tratamento-com-pilates-em-pacientes-com-lombalgia-durante-gestacao.pdf

http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v3n2/a04v03n2.pdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s