Como o nome já sugere, Pilates Clássico, Original ou Autêntico, não mescla outras técnicas, não inventa novos exercícios e só utiliza exercícios, equipamentos e acessórios desenvolvidos pelo Joseph Pilates.

No Pilates Original utilizamos os exercícios que Joseph Pilates criou e respeitamos a sequência que ele desenvolveu no Reformer e no Mat. Essa sequencia proporciona o aquecimento e resfriamento do corpo, fortalece e alonga o tronco, braços e pernas em todos os planos de movimento e desafia o aluno com progressões posturais: deitado, sentado, ajoelhado e em pé.

O que torna o Método tão eficaz é que mesmo tendo sequencias pré-determinadas, a aula pode ser perfeitamente personalizada, uma vez que podemos omitir ou adaptar alguns exercícios (sem descaracterizá-los) para trazer a sessão para o nível do aluno. Depois de realizar o Reformer e/ou o Mat, existe ainda um vasto repertório de exercícios em outros equipamentos e acessórios, onde é possível focar ainda mais nas necessidades individuais do aluno.

O Método que Joseph Pilates criou chamava-se Contrologia, e tinha como objetivo o controle corporal, além do reforço e alongamento. Portanto no Método Original, o controle é extremamente importante, pois proporciona o melhor aproveitamento de cada exercício e junto com os outros princípos (respiração, centralização, concentração, precisão e fluidez) garante uma execução segura e a máxima performance de cada indivíduo.

No Método Original cada exercício é interligado através das transições, garantindo a fluidez, e o instrutor conduz a aula através de comandos verbais e táteis, sem a necessidade de demonstrar cada exercício.

Depois da morte de Joseph, Clara e Romana separaram os exercícios em níveis (básico, intermediário, avançado e super avançado) para auxiliar os novos instrutores no ensino do método e na progressão dos exercícios.

Básico: ações fundamentais

Intermediário: fisicamente acessível e bastante difícil para a maioria dos clientes

Avançado: verdadeiramente desafiador até mesmo para os clientes mais fortes

Super avançado: um desafio extra para atletas de elite e profissionais de Pilates.

Com a popularização do Método, surgiram muitas vertentes e mixes de técnicas, como yogalates, crosspilates, pilatesdance, neopilates e portanto surgiur também a necessidade de esclarecer diferenciar o Pilates Original das outras vertentes.

O “Pilates Contemporâneo”, utiliza os equipamentos criados por Pilates (num formato mais moderno), utiliza outros acessórios como bolas de diversos tamanhos, discos de equilíbrio, rolos, etc, as aulas podem ser mescladas com outras técnicas (treino funcional, circo, fisioterapia) e o treino é segmentado em membros superiores, membros inferiores, abdomem e portanto não segue uma sequencia (nem no reformer nem no mat). Alguns exercícios sofrem muitas adaptações e podem descaracterizar o exercício original e em alguns casos onde os profissionais são fisioterapeutas e fizeram cursos de Pilates específicos para suas áreas, com uma visão totalmente voltada para reabilitação, a aula acaba sendo focando somente a área do corpo que tem alguma lesão/dor e portanto é mais lenta e geralmente sem desafios.

Mesmo depois de toda essa explanação, pode surgir a dúvida: por que limitar-se às criações de Joseph Pilates?

Bem, como nós praticamos o Método de Joseph e sentimos seus efeitos em nossos corpos, acreditamos e confiamos tanto nos seus resultados que não sentimos necessidade de alterar nada 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s